“Homens de Atenas, em tudo vos vejo muitíssimo religiosos
Percorrendo a cidade e considerando os monumentos de vosso culto encontrei também um altar com esta inscrição : À um deus desconhecido.
O que adorais sem conhecer, eu vos anuncio !
  (Atos 17, 22-23)

 

Este é um país majoritariamente cristão, ligado a Igreja Ortodoxa Grega, cujo Patriarcado está em Constantinopla (Istambul). Filipos, Anfipólis, Apolônio,Tessalônica, Beréia, Atenas e Corinto são

etapas do itinerário de São Paulo em suas viagens missionárias.
  Em Atenas, no Areópago (grande praça), São Paulo encontrou-se com os filósofos gregos, aos quais anunciou Jesus Cristo e a Ressurreição, sendo por isso ridicularizado conforme o relato dos Atos dos Apóstolos (At 17,16-34). Porém um lhe deu ouvidos, Dionísio, o “areopagita” que juntamente com sua mulher, Damaris, e alguns amigos creram e aderiram ao Evangelho.

Outra cidade muito importante para o cristianismo na Grécia é a cidade de Corinto, que está situada ao sul de Atenas. Corinto foi sede de uma comunidade fundada por São Paulo, mas rebelde ao Apóstolo (ICor 1,11-17). A imoralidade e “decadência dos costumes” era um obstáculo à difusão do Evangelho. (ICor 5,1-8).
A tradição cristã oriental é rica na vida monástica. A Igreja Ortodoxa grega possui inúmeros mosteiros ( Meteora, Monte Athos, etc), todos situados fora das cidades para que seja propiciado o clima ideal para meditação, silêncio, oração e trabalho.