Vinde e subamos ao monte do Senhor,à casa do Deus de Jacó para que nos ensine os seus caminhos e andemos nas suas veredas  porque de Sião sairá a Lei e a palavra do Senhor de Jerusalém”  (Isaías 2,3)

   Durante sua longa história, Israel recebeu vários nomes, entre eles: Eretz Israel (Terra de Israel); Sion, um dos montes de Jerusalém, que com o passar do tempo veio a designar a própria Jerusalém e também a Terra de Israel; Palestina, derivada de “Philistia”, nome usado pela primeira vez pelos romanos em 135 dC.; a Terra Prometida; a Terra Santa.
   Israel é uma terra de contrastes, uma fascinante mescla de oriente e ocidente, situada no encontro de três continentes. Ásia, África e Europa. O reduzido tamanho de Israel, nos permite desfrutar de várias paisagens e lugares, entrelaçar as culturas, história e arqueologia. Mas é, principalmente, a Terra da Bíblia, a Terra de Jesus !
   A este país chegam milhares de pessoas em peregrinação, com o objetivo de visitar os lugares santos do cristianismo: A Igreja da Natividade, em Belém; A Igreja da Anunciação, em Nazaré; A Igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém, o Rio Jordão, o Mar da Galiléia, Cafarnaum, etc.

Nazaré: Na antiguidade uma pequena aldeia da Galiléia “sem nada de bom” (Jo 1:46) que na atualidade é a cidade que concentra a maior concentração de cristãos de Israel. Um dos pontos mais importantes da cidade é a Basílica da Anunciação, uma igreja que recorda aos fiéis que o Anjo Gabriel anunciou à Virgem Maria a vinda do Messias (Lc1:26).

Belém : A atual cidade de Belém possui apenas 40 mil habitantes, mas continua mundialmente famosa. Nesta cidade nasceu o Salvador, conforme as profecias: Mas tu, Belém de Efrata,é de ti que me há de sair (Mq 5:2). A Igreja da Natividade marca o local que recorda o nascimento de Jesus, e foi construída por cima de uma gruta, que pode ter sido o local do nascimento e esta por debaixo do altar. A gruta possui dois pequenos altares: Um com uma estrela para assinalar o local de nascimento de Jesus. O outro mostra a localização da manjedoura e o local de repouso da Sagrada Família.
Cafarnaum: Também conhecida como a cidade de Jesus, uma vez que Ele ali estava com freqüência (Mt 9:1). Nesta cidade existe uma Sinagoga, provavelmente do final do século IV dC onde Jesus pregou e ensinou várias vezes. Próximo está o Monte das Bem Aventurancas, o Local do Sermão da Montanha (Mt 5,1-12); o local da Multiplicação dos pães e dos peixes (Mc 6,30-46); o Mar da Galiléia, onde Jesus ensinava sobre a barca de Pedro (Mc 3,7-9) e também local da pesca milagrosa (Lc 5,1-11).
Jerusalém: Cidade conquistada pelo Rei Davi e local do Templo de Salomão destruído por Nabucodonosor (II Reis 25) e reconstruído por Esdras e Neemias.(Nee 3) O Rei Herodes o embelezou o segundo Templo que foi destruído pelo Imperador Tito no ano 70 de nossa era(Lc 21,20), permanecendo somente o Muro ocidental, o Santuário mais sagrado para o povo judeu.O Ministério de Jesus em Jerusalém esteve marcado por milagres em Betesda e Betânia, choques com os fariseus, sua entrada triunfal durante a semana da Paixão(Lc 19,29), a Última Ceia na “sala superior”(Mt26,26), sua condenação, a Via Sacra, Crucifixão , enterro e Ressurreição !(Jo 20) No dia de Pentecostes, o Espírito Santo desce sobre os Apóstolos e marca o nascimento da Igreja (At2,14).  Jerusalém, de todos os locais da Terra Santa, é o mais sagrado de todos. Foi definida pelo Papa João Paulo II, como a capital mundial das religiões monoteístas. Ela é sagrada para judeus, cristãos e muçulmanos, as três religiões da revelação abraâmica.

Pedi a Paz para Jerusalém. Que reine a Paz dentro de seus muros !